terça-feira, 20 de março de 2012

Pai de Lucas Terra acampa no Fórum para pressionar Justiça

O pai de Lucas Terra, adolescente abusado sexualmente e queimado vivo aos 14 anos, iniciou às 6h desta segunda-feira, na porta do Fórum Ruy Barbosa, em Salvador, um ato de protesto para cobrar celeridade da Justiça na pronúncia da sentença por parte do juiz, que ainda não tem previsão para acontecer. Os réus são dois ex-membros da Igreja Universal do Reino de Deus. O crime, cometido em março de 2001, completa 11 anos nessa terça-feira. O pai do garoto diz que ficará acampado durante o dia por tempo indeterminado e lembra que a fase de oitivas, quando se coletam os depoimentos das testemunhas intimadas, terminou em novembro do ano passado. “Eu não vou sair daqui enquanto eles não forem pronunciados. A última oitiva foi em novembro. Tem que haver uma decisão. Eu nunca fui comtra a Justiça baiana, mas eles estão sendo beneficiados. Onze anos que assassinaram meu filho e a Justiça até hoje não resolve. O crime está caminhando para prescrever”, desabafa Carlos Terra. Leia mais no G1. 

0 comentários:

Postar um comentário