terça-feira, 3 de abril de 2012

DEM abre processo para expulsar Torres

Foto

O presidente nacional do DEM, senador Agripino Maia (RN), anunciou há pouco que a legenda vai abrir um processo disciplinar para pedir a expulsão do senador Demóstenes Torres (GO) do partido. Mais cedo, membros da Executiva Nacional disseram que a cúpula do DEM está tentando convencer Demóstenes a tomar a iniciativa de pedir o afastamento da legenda. O senador é acusado de atuar em órgãos públicos para obter benefícios para Carlinhos Cachoeira. Como ele não saiu do partido voluntariamente, o cainho inevitável será a expulsão avaliam seus dirigentes. Em carta a Demóstenes, Maia explica as razões de abertura do processo ético-disciplinar: "Em face das denúncias veiculadas na imprensa, relacionadas à Operação Monte Carlo, deflagrada pela Polícia Federal, com destacados indícios de envolvimento de Vossa Excelência com o notório contraventor "Carlinhos Cachoeira", o Partido entende que: 1 - Houve desvio reiterado do Programa Partidário, principalmente no que diz respeito à ética, na medida em que exsurge, do que veiculado, estreita relação de Vossa Excelência com o citado contraventor. 2 - Em casos como tal, o Partido já se posicionou, não admitindo tais condutas. 3 - É inevitável a instauração do pertinente processo ético disciplinar para o fim de promover a aplicação da sanção prevista no Estatuto, qual seja a expulsão do Partido."

0 comentários:

Postar um comentário