domingo, 2 de setembro de 2012

Justiça determina afastamento de todos os vereadores de Itabuna por farra com dinheiro público

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Itabuna, Eros Cavalcanti, afastou, na manhã de domingo (02/09)  todos os 13 vereadores do município, acatando uma ação do Ministério Público da Bahia que os denunciava por improbidade administrativa. O magistrado  enxergou méritos e acatou todos os pedidos contidos na ação movida pelo Ministério Público, que  investigou o uso de diárias da Câmara,  chegando a mais de R$ 250 mil.  Ele recebeu documentos de hotéis que mostravam a inexistência de eventos dos quais os vereadores alegavam ter participado, todos através de um Instituto Nacional Municipalista (INM), que chegou a fazer 10 “encontros” em um mês. Em outros casos, o promotor Inocêncio de Carvalho recebeu a lista de gastos de vereadores em hotéis, onde constavam bebidas alcoolicas (vinho, cerveja, champagne) e pratos caros de camarão.  Para o promotor, em um processo que tem 70 páginas, o gasto irregular com diárias está provado. Seis dos vereadores já tinham sido afastados por outra ação, mas conseguiram liminar para voltar aos cargos.  A mesa diretora da Câmara itabunense  diz não ter recebido  nenhum documento oficial comunicando a destituição dos cargos. Fonte: Jequie Reporter

0 comentários:

Postar um comentário