segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Ex-ministro Carlos Lupi anuncia que o PDT agora é aliado de Dilma e do tucano Geraldo Alckmin

O ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi deixou o governo em meio às denúncias de irregularidades em sua pasta e reassumiu a presidência do PDT. Mas não abandonou as polêmicas. Acaba de ser nomeado e exonerado do cargo de assessor especial do prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB). Pouco antes, quando reassumiu o comando do PDT, bateu de frente com o deputado Brizola Neto (RJ). Agora está de malas prontas para São Paulo. Tem encontro marcado nesta segunda-feira com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) para acertar o apoio do PDT ao governo tucano. Mas, em entrevista ao Poder Online, Lupi jura que não apoiará o candidato do PSDB a prefeito da capital, seja ele José Serra ou quem for. Diz que o partido não abre mão da candidatura própria, e que o deputado federal Paulinho da Força Sindical “está candidatíssimo”. E que, no plano federal, o PDT continua na base de apoio ao governo petista de Dilma Rousseff. Leia a entrevista completa na Coluna Poder Online.

0 comentários:

Postar um comentário